O exercício vai muito além de contar calorias

A pratica de exercício físico é um marco conhecido desde a antiguidade, onde era visto como uma forma de sobrevivência, expressa principalmente no ato de atacar e defender-se. Na Grécia, o exercício foi visto como um ideal de beleza humana, o qual pode ser observado nas obras de arte espalhadas pelos museus em todo o mundo, onde a prática do exercício físico era altamente valorizada como educação corporal. Eles já possuíam consciência dos benefícios do exercício físico. Na Idade Média os exercícios físicos foram a base da preparação militar dos soldados, durante os séculos XI, XII e XII.

Nos dias atuais, mais precisamente no século XXI, vemos uma prática de exercício físico semelhante ao modelo Grego, pautado no ideal da beleza humana. Embora, vemos um número alto de praticantes que preconizam o exercício como uma forma de melhorar a qualidade de vida pensando nas suas atividades e afazeres diários.

Reconhecidamente, o exercício é capaz de melhorar diversos parâmetros ligados a aptidão física. Esse é apenas um dos benefícios do exercício físico. Alguns estudos prévios demonstraram que, níveis elevados de capacidade cardiorrespiratória e força muscular, tem 57% e 45% respectivamente, menos risco de morte por todas as causas.

Seguindo nessa linha, a musculação entra como uma ferramenta poderosa para melhorar a qualidade de vida, além de proporcionar mudanças estruturais e fisiológicas como a hipertrofia muscular, emagrecimento, melhora do sono, reduzir a chance de incidência e a magnitude de doenças metabólicas, diminuir o impacto de doenças cardiovasculares, aumentar a densidade mineral óssea, reduzir a chance de depressão e transtornos mentais leves e diminuir a chance de desenvolver câncer.

Deixando um pouco de lado a qualidade de vida, embora importante, outro aspecto desponta interesse por parte dos praticantes, dizendo respeito ao emagrecimento, vemos que, a musculação vai muito além de contar calorias gastas numa sessão de treino, ela maximiza o processo e ajuda a manter o peso perdido ao longo do tempo.Se você perder massa muscular, seu gasto de energia tende a reduzir, dificultando a continuidade de perda de peso. O musculo tem uma correlação direta com o desempenho físico, produção de força e vitalidade, logo, perder massa muscular fará você se sentir mais fadigado, afetando diretamente no teu treino, podendo diminuir também o teu gasto de energia.

Nós, seres humanos, somos animais e não fomos feitos para ficarmos parados, mas sim para termos o movimento como algo essencial para nosso bem-estar e sobrevivência. Você pode até negligenciar o treinamento de força, mas acredite, cedo ou tarde, por vontade própria ou indicação de terceiros, você vai acabar nele. A musculação vai salvar a tua vida.

Em resumo, o exercício físico se manifesta ao longo dos séculos em várias expressões e finalidades. Na Grécia antiga, era visto como uma idealização da beleza humana. Na idade média, o principal desfecho do exercício foi a preparação para o combate. Nos dias atuais, vemos uma certa relação com a Grécia antiga, muito embora a qualidade de vida tenha ganho bastante destaque entre os praticantes. Dentre às diversas formas de nos exercitarmos, a musculação entra como uma ferramenta poderosa para melhorar a qualidade de vida, além de proporcionar mudanças estruturais e fisiológicas como a hipertrofia muscular e o emagrecimento.

Benefícios do exercício aeróbico e da musculação:

  • Diminui potencialmente o risco de morte por todas as causas;
  • Aumento da massa muscular;
  • Perda de peso e emagrecimento; 
  • Melhora do sono;
  • Redução da chance de incidência e a magnitude de doenças metabólicas;
  • Diminuição do impacto de doenças cardiovasculares;
  • Aumento da densidade mineral óssea;
  • Redução da chance de depressão e transtornos mentais leves;
  • Diminuição da chance de desenvolver câncer; 

Felipe Kurz

Exercício

Texto Por:
Felipe Kurz
Compartilhe este post

CONTATO

Chamar no WhatsApp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Como podemos te ajudar?